Search
Close this search box.

Van Hattem chama Moraes de covarde e diz que STF age “na clandestinidade” (Assista ao vídeo)

Moraes

O deputado federal Marcel Van Hattem não economizou críticas ao ministro Alexandre de Moraes (STF) e a Jorge Messias (AGU). O parlamentar afirmou que a censura contra o Twitter Files Brazil é uma forma de evitar que os investigados possam se defender

 

O deputado Marcel Van Hattem (Novo-RS) reagiu com incredulidade à representação enviada nesta terça-feira (23) pelo advogado-geral da União, Jorge Messias, ao Supremo Tribunal Federal contra os jornalistas do  Twitter Files Brazil. Na petição, Messias acusa os jornalistas Michael Shellenberger, Eli Vieira Jr e David Agape de divulgarem trechos considerados “sigilosos” relacionados à suspensões de perfis de políticos e jornalistas decretadas pelo STF.

“Ministro Jorge Messias, vossa excelência é um covarde. E aproveito: ministro Alexandre de Moraes, vossa excelência é um covarde”, afirmou Van Hattem, em forte discurso no parlatório da Câmara.

“Encaminhar para o Supremo Tribunal Federal os Twitter Files que reproduzem trechos de decisões judiciais sigilosas – em especial da relatoria do ministro Alexandre de Moraes, tanto em sua atuação no STF como Tribunal Superior Eleitoral – alegando, assim, que estas matérias jornalísticas possam ferir o estado de direito por revelar o que o jornalismo tem de revelar: o que está nas sombras do poder é um ato de covardia. É ir contra a liberdade de informação, de imprensa, e de opinião”, acusou.

 

 

O deputado continuou seu discurso, afirmando que Jorge Messias “serve ao regime de tirania do STF” ao impedir que investigados tenham acesso aos autos e possam “ao menos se defender das acusações”.

“Isso só mostra a covardia de Alexandre de Moraes ao manter não sob sigilo – as inquisições, me corrijo – ele as mantém na clandestinidade”, destaca.  “É isso hoje o que o ministro Alexandre de Moraes faz com os deputados. Investigam de forma clandestina. Não temos acesso aos autos. Não nos permitem sequer defesa, com habilitação de advogados. Quando um jornalista como Michael Shellenberger faz um trabalho em  favor da democracia, da defesa da liberdade de expressão e de imprensa, junto com os jornalistas David Agápe e Eli Vieira Jr,  Jorge Messias serve ao regime de tirania do STF – de uma forma vergonhosa”, ressaltou Van Hattem.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF