Search
Close this search box.

Urgente: PT tenta censurar manifesto de Bolsonaro na Avenida Paulista

Bolsonaro

O PT  apresentou uma queixa no MPF-SP alegando que o evento poderá atentar contra o “estado democrático de direito”

Sem potencial de atrair multidões – e em nova defesa da censura prévia – o Partido dos Trabalhadores decidiu tentar barrar o evento convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro no próximo domingo (25), na avenida Paulista, em São Paulo.

Em reclamação feita ao Ministério Público, o braço paulista do PT alega que o manifesto poderá causar violações às leis, incluindo crimes contra o estado democrático de direito, propaganda eleitoral antecipada e “financiamento irregular”. 

O requerimento é semelhante à petição aceita pelo Tribunal Superior Eleitoral em 2022. Na ocasião, a ministra Carmen Lúcia concordou em barrar a divulgação de um documentário da Brasil Paralelo, sem ao menos assistir ao seu conteúdo. 

 

PT teme “ataque às instituições democráticas” 

O presidente do diretório paulista do PT,  deputado federal Kiko Celeguim, escreveu na representação ao MPF-SP que “manifestos são livres, mas não podem atentar contra o estado democrático”.

 “Não se nega o direito de livre manifestação de pensamento e a possibilidade de realização de manifestações públicas. Tais direitos, todavia, não podem afrontar o Estado democrático de direito”.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF