Search
Close this search box.

TSE impediu que Bolsonaro divulgasse alerta da Anvisa sobre vacinas durante as eleições. Entenda o caso

TSE alerta vacina

TSE barrou a divulgação de alerta da Anvisa sobre ocorrências de pericardite e miocardite causada por vacinas contra covid-19. Governo Lula agora ameaça “punição” contra “desinformação” sobre imunizantes

No início deste mês, a ministra da Saúde, Nísia Trindade, alertou em entrevista à Folha de S. Paulo que toda “desinformação sobre as vacinas sobre covid-19 seria punida.” O alerta feito pela chefe da pasta do governo Lula, entretanto, é contraditório em relação à própria Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) – órgão responsável por regular os medicamentos no Brasil.

Em 19 de julho de 2021, o órgão escreveu:

A Anvisa informa que os Estados Unidos (EUA) relataram a ocorrência de casos de miocardite (inflamação do músculo cardíaco) e de pericardite (inflamação do tecido que envolve o coração) após a vacinação contra Covid-19 com imunizantes de plataforma de RNA mensageiro (RNAm), como as vacinas da Pfizer e da Moderna. Dessas duas, apenas a Pfizer está registrada pela Anvisa para uso no Brasil, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde”.

TSE “bloqueou” boletim da Anvisa divulgado pela Agência Brasil

Outro agravante sobre o importante informativo da ciência censurado remete às eleições presidenciais. O governo Bolsonaro ficou impedido de divulgar o conteúdo do próprio Ministério da Saúde, em virtude do Tribunal Superior Eleitoral.

A página sobre as vacinas contra covid-19 foram tiradas do ar porque o TSE entendeu “que não se pode manter, durante o defeso eleitoral, conteúdos que possam ser caracterizados como publicidade institucional, mesmo que o conteúdo seja datado de antes do início do período das restrições eleitorais”.

Confira o alerta da Anvisa barrado pelo TSE em 2022

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

3 Responses

  1. Para mim isto foi ato terrorista.
    Genocídio em massa.
    Não só da censura como dos respiradores que não chegaram a tempo por causa dos desvios.
    QUEM IRÁ AGORA RESPONDER POR TODA ESTA MATANÇA.?

  2. Quer dizer, mesmo que seja uma situação onde a população irá PERDER por falta de informação, não pode, mesmo que morram, porque a lei não permite. É a “lei” acima da vida.

  3. TSE entende o que de pandemia? mas eles se metem em tudo asism como aquele lazio do xandi sem morais, muita gente não tomou as vacinas pq se saiu na globo/pt/stf que é boa …melhor desconfiar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *