Search
Close this search box.

STF condena réu do 8 de Janeiro com pena semelhante a de Elize Matsunaga

Matsunaga

Primeiro réu condenado pelos atos de 8 de janeiro ficará 17 anos na cadeia. Pena é parecida com a aplicada a Elize Matsunaga, que esquartejou o marido e hoje está em liberdade condicional

 

O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta quinta-feira (14) o primeiro réu envolvido nos atos de 8 de Janeiro em Brasília. Aécio Lúcio Costa Pereira terá de cumprir 17 anos de prisão em regime fechado pelos crimes de associação criminosa armada, abolição violenta do Estado Democrático de Direito, tentativa de golpe de Estado, dano qualificado e deterioração de patrimônio tombado.

Os ministros Rosa Weber, Edson Fachin, Luiz Fux, Gilmar Mendes, Cármen Lúcia e Dias Toffoli acompanharam o voto do relator, Alexandre de Moraes. Já Luis Roberto Barroso sugeriu pena inferior, de no máximo 10 anos, enquanto o  novato Cristiano Zanin votou por 15 anos de prisão.

Nomeados no governo de Jair Bolsonaro, os ministros Nunes Marques e André Mendonça divergiram em conteúdo e tempo de pena. Marques votou por 2 anos de detenção, enquanto Mendonça sugeriu 8 anos.

Pena de condenado em 8 de Janeiro é comparada a de Elize Matsunaga

A sentença estabelecida a Aécio Lúcio Costa Pereira pode ser comparada àaplicada no julgamento de Elize Matsunaga, condenada em 2010 a 19 anos e 11 meses em regime fechado pelo assassinato de seu marido por esquartejamento. Em 2019, o Superior Tribunal de Justiça  reduziu a pena de 19 para 16 anos e 3 meses. Atualmente, Elize Matsunaga ganhou liberdade condicional.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *