Search
Close this search box.

Senador desafia governo Lula para ampliar porte de arma em zonas rurais

Senador

Senador apresentou PL que amplia poder de fogo de vigilantes em sítios e fazendas do interior brasileiro

Quando Lula assumiu o governo em 2023, uma de suas principais medidas foi minar o uso de armas para a autodefesa da população. Apesar do revés, parlamentares têm atuado para reverter o processo que é capitaneado, principalmente, em países governados por ditadores de esquerda. 

A mais recente proposta de combate à escalada da violência no país foi apresentada pelo senador Alan Rick (União-AC) no final do ano passado. Segundo o PL  6140/2023 de sua autoria, a intenção é criar as chamadas “zonas rurais com meios apropriados de defesa”, que permitiriam o uso de armas com calibres de 5.56 mm e 7,62 mm para quem trabalha na segurança de propriedades, como sítios e fazendas.

Senador aponta vantagens para proprietários em áreas rurais

Caso seja aprovado, o PL prevê modificar a Lei 7.102, de 1983, que amplia a lista de calibres “quando em serviço de proteção de área rural”.

“A defesa do uso de armas de grosso calibre em zonas rurais por quem é devidamente capacitado para isso é importante”, destaca Alan Rick. 

“A medida visa à autodefesa, à proteção da propriedade e à capacidade de enfrentar ameaças específicas encontradas nesses ambientes. O seu uso explica-se pelo fato de que, por serem afastadas das cidades, as comunidades rurais podem ter tempos de resposta mais longos por parte das autoridades policiais, tornando a autodefesa uma necessidade mais premente”, reitera.

Apresentado oficialmente aos congressistas em 20 de dezembro de 2023, o projeto de Lei  ainda aguarda despacho para distribuição às comissões temáticas do Senado.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF