Search
Close this search box.

Rússia acusa Ucrânia de ataque terrorista para assassinar Vladimir Putin

Rússia acusa governo da Ucrania de tentar matar Vladimir Putin com drones não-tripulados.  Governo da Ucrânia nega ter organizado o atentado no Kremlin

O governo da Rússia informou nesta quarta-feira (3) que a membros da inteligência da Ucrânia tentaram assassinar o presidente Vladimir Putin. Segundo o Kremlin, o ataque na sede do executivo foi operado por drones não tripulados. Em resposta à acusação, representantes ucranianos afirmaram não ter qualquer relação com a tentativa de matar o presidente russo.

Em comunicado oficial, o governo da Rússia categorizou a operação como ataque terrorista.

“Dois veículos aéreos não tripulados foram apontados para o Kremlin. Como resultado de ações oportunas tomadas pelos militares e serviços especiais com o uso de sistemas de radar de guerra, os dispositivos foram colocados fora de ação. Consideramos essas ações um ato terrorista planejado e um atentado contra a vida do presidente, realizado na véspera do Dia da Vitória, o desfile de 9 de maio, no qual também está prevista a presença de convidados estrangeiros.

Rússia emite comunicado oficial sobre atentado

Em comunicado oficial, o governo da Rússia categorizou a operação como ataque terrorista.
“Dois veículos aéreos não tripulados foram apontados para o Kremlin. Como resultado de ações oportunas tomadas pelos militares e serviços especiais com o uso de sistemas de radar de guerra, os dispositivos foram colocados fora de ação. Consideramos essas ações um ato terrorista planejado e um atentado contra a vida do presidente, realizado na véspera do Dia da Vitória, o desfile de 9 de maio, no qual também está prevista a presença de convidados estrangeiros.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF