Search
Close this search box.

Privatizações: Tarcísio tenta convencer Lula a manter projeto de concessão do Porto de Santos

Privatizações. O governador Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos) se reuniu com integrantes do governo Lula (PT) para tentar manter vivo o projeto de concessão do Porto de Santos. Antes de assumir em janeiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mostrou contrário as privatizações.

Na audiência também estiveram o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa; o secretário especial para o Programa de Parcerias e Investimentos da Pasta, Marcus Cavalcanti; e o secretário especial de Articulação e Monitoramento do Ministério, Mauricio Muniz.

“Conseguimos ter um debate muito técnico e colocamos o ponto de vista do Governo de São Paulo sobre da importância dessa concessão para o desenvolvimento da Baixada Santista”, resumiu Tarcísio. “Não tem nada mais transformador para a região do que esse projeto de concessão do Porto, porque nada vai mobilizar tanto recurso em tão pouco tempo”, reforçou o governador.

Durante o encontro, o governador paulista apresentou a modelagem de negócio para a possível concessão da infraestrutura e recebeu sugestões de melhorias.

“A concessão tem muito a ver com a manutenção da competitividade do Porto de Santos. Porque, se não injetarmos muito capital para investir para aprofundar o canal, acabamos perdendo competitividade e perdendo mercado para outros portos. E entendo que é positivo para o Governo Federal também, porque tem condição de ter um leilão que, no final das contas, vai jogar no caixa do Tesouro uma receita extraordinária interessante”, concluiu Tarcísio.

Além das privatizações: socorro ao Litoral Norte continua

O Governo de São Paulo informou que já emitiu mais de 3,5 mil documentos, entre RGs e CNHs, por meio na unidade móvel do Poupatempo instalada na Vila do Sahy, em São Sebastião.

Com os deslizamentos de encostas, uma parcela da população ficou desabrigada e todas foram hospedadas em pousadas e hotéis locais. Além disso, a combinação de água e lama também danificou pertences e documentos dos moradores.

Segundo o governo paulista, a segunda via dos documentos foi emitida sem custo nos municípios de Bertioga, Caraguatatuba, Guarujá, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba, e na unidade móvel do Poupatempo na Vila Sahy. No total foram mais de 4 mil atendimentos.

Com o término do atendimento na Vila Sahy, a população da baixada terá como opções com as unidades fixas do Poupatempo na Baixada Santista e no Litoral Norte.

 

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *