Search
Close this search box.

‘Primeira-Dama’ vira alvo de ação movida por vereador de SP

Primeira-Dama Janja

A ‘primeira-dama’, Rosãngela “Janja” Lula da Silva, e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) foram denunciadas nesta segunda-feira (13) à Justiça Federal sob a acusação de “uso indevido de recursos públicos para benefício político próprio”.

De acordo com o autor da ação, o vereador de São Paulo, Rubinho Nunes (União), a participação de Janja em uma live da EBC, no Dia Internacional da Mulher, teria “violado o princípio de impessoalidade e ferido a autonomia da emissora”. A EBC ainda não se pronunciou sobre o ocorrido.

A denúncia enviada à 25ª Vara Federal de São Paulo solicita que a emissora seja obrigada a remover a live de suas redes, além de suspender eventuais participações de Janja em programas do canal.

“O ex-presidiário usou uma TV Estatal para divulgar a própria esposa”, afirmou Rubinho Nunes. “A Janja usou a estrutura da TV Brasil (paga por todos nós) para se projetar politicamente. Isso não pode ficar assim. Obviamente que os petistas querem usar toda essa estrutura em benefício próprio”, apontou o vereador em sua conta oficial no Twitter.

Primeira-dama na EBC: o que ela disse na live

A ação movida pelo vereador Rubinho Nunes se refere à live transmitida pela Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) na última terça-feira (7), véspera do Dia Internacional da Mulher. O programa foi exibido no canal da TV Brasil Gov, pela plataforma do YouTube.

Intitulada como “Papo de respeito”, a exibição levantou o tema da “violência contra mulher, na véspera do 8 de março.” No programa, a primeira-dama entrevistou a ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, em conjunto com a apresentadora Lua Xavier.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *