Search
Close this search box.

Por ordem de Moraes, ex-diretor da PRF está preso há 8 meses sem denúncia do MPF

Moraes

Ex-diretor da PM do Distrito Federal, o coronel Naime, também continua preso por ordem de Moraes

Acusado de interferir nas eleições de 2022 por barrar um número maior de veículos no Nordeste (berço eleitoral de Lula) – o ex-diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques, permanece detido há 8 meses no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, sem que tenha ocorrido uma denúncia no Ministério Público Federal. O período de detenção foi relembrado pela Folha de S. Paulo.

Nesse ínterim, a defesa de Silvinei Vasques já teve dois pedidos de liberdade provisória negados pelo relator do caso no Supremo Tribunal Federal, ministro Alexandre de Moraes.

Conforme o gabinete de Moraes, as negativas se deram até que “novas diligências concluam a apuração das condutas ilícitas investigadas”.

Segundo o Código de Processo Penal brasileiro, a prisão preventiva pode ser decretada por juiz durante a investigação “se comprovada a existência de crime e se a restrição à liberdade for importante para garantir a ordem pública”.

Naime também continua preso por ordem de Moraes

Como o Paradoxo BR mostrou, o ex-chefe do Departamento de Operações da Polícia Militar do Distrito Federal, coronel Jorge Eduardo Naime, encontra-se em situação semelhante à do ex-diretor da PRF. Ele está preso desde setembro do ano passado no 19º Batalhão da Polícia Militar do DF, após ser transferido da Papuda por questões médicas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF