Search
Close this search box.

Pente fino: Milei demite mais de 1300 servidores públicos em apenas uma semana

Balanço

O presidente da Argentina, Javier Milei, pretende economizar o equivalente a R$ 70 milhões por ano do contribuinte

Após passar um pente fino no setor, o Ministério do Capital Humano da Argentina decidiu encerrar as atividades de 59 centros de assistência social. A medida – autorizada pelo presidente Javier Milei – deve gerar a demissão de 600 servidores públicos e economizar cerca de R$ 30 milhões por ano do contribuinte.

De acordo com o governo, os funcionários das agências ligadas ao antigo Ministério de Desenvolvimento Social recebiam seus salários sem prestar qualquer serviço ao argentino. 

O encerramento das atividades da agência, além de economizar com o pagamento de funcionários, irá poupar dinheiro do cidadão com o cancelamento de 42 linhas de celular e gastos com 50 veículos oficiais.

Milei demite mais 700 de agência de notícias

Outra medida tomada por Milei nesta semana foi o encerramento das atividades da agência de notícias estatal Télam. Fundada em 1946, a empresa empregava 700 servidores públicos. Além de gerar economia, o fim da Télam foi anunciada por atuar nos bastidores como “meio de propaganda kirchnerista”.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF