Search
Close this search box.

Países do G7 pedem “cessar-fogo” em Gaza e exigem libertação de reféns do Hamas

Israel

Ministros do G7 pedem criação de corredor para garantir ajuda a feridos na Faixa de Gaza. Em contrapartida, os ministros exigiram que o Hamas liberte os mais de 200 reféns sequestrados em 7 de outubro

Tomando como base informações divulgadas pelo Ministério da Saúde do Hamas, representantes do G7 – as sete maiores potências do planeta – anunciaram um apelo para que Israel cesse os ataques às bases terroristas na Faixa de Gaza.

Os ministros das Relações Exteriores dos EUA, Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Japão e Canadá afirmaram que seria apropriada a construção de um corredor seguro que permita a entrada imediata de ajuda humanitária a feridos na Faixa de Gaza.

Além do apelo para o fim provisório do conflito, os países insistiram em um esforço para que a guerra não se expanda para países como Líbano, Síria e Irã. Vale destacar que Israel tem sido atacada por outras facções terroristas além do Hamas, com destaque para os mísseis disparados pelo  Hezbollah na fronteira norte.

G7 exige libertação imediata de reféns para garantir trégua

Em contrapartida aos pedidos feitos pelo G7, a ministra das Relações Exteriores do Japão, Yoko Kamikawa, exigiu que o Hamas liberte imediatamente os reféns, sequestrados pelos terroristas no dia da invasão a Israel em 7 de outubro. 

. “Ressaltamos a necessidade de adotar medidas urgentes para enfrentar a proteção da crise humanitária em Gaza. Todas as partes devem permitir a ajuda humanitária sem obstáculos aos civis”, afirmou a chanceler japonesa.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF