Search
Close this search box.

OAB tenta quebrar sigilo de imagens que mostram suposta agressão a filho de Moraes

Moraes

A OAB de São Paulo enviou petição ao STF para que a defesa da família Mantovani, acusada de agredir o filho de Alexandre de Moraes, tenha acesso pleno às provas do caso

 

O caso do suposto ataque ao filho do ministro Alexandre de Moraes continua se arrastando pela justiça. O novo capítulo da saga aconteceu nesta semana, com o pedido ao STF feito à seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP)  pelo fim do sigilo das imagens obtidas junto ao Aeroporto Internacional de Roma, na Itália.

Luiz Fernando Pacheco, autor da petição, solicitou ao relator do caso em trâmite no Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, que a confidencialidade das imagens (imposta por haver a presença de terceiros) seja quebrada para que os advogados da família Mantovani possam exercer o direito de defesa.

No documento, Pacheco anexou a reclamação feita pelo advogado Ralph Tórtima, que reclama de ter suas prerrogativas violadas pelo STF, o impossibilitando de defender seus clientes Roberto Mantovani Filho, Andreia Munarão e Alex Zanata.

Caso Moraes x Mantovani se arrasta há três meses

Como o Paradoxo BR mostrou, até o momento apenas recortes das imagens captadas pelas câmeras do Aeroporto Internacional e Roma foram reveladas. O incidente entre o filho de Moraes e a família Mantovani ocorreu há mais de três meses. Nesse período, os acusados foram alvo de busca e apreensão autorizado pela então presidente da Suprema Corte, ministra Rosa Weber.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF