Search
Close this search box.

Ministros do STF emendam “superferiado” e só trabalham dia 18

STF

Os ministros do STF não voltarão ao plenário até 18 de outubro. Nesse interim, os magistrados só terão de entrar no sistema da Corte para deixar votos monocráticos. O feriado oficial nacional só acontece dia 12, quinta-feira

O Supremo Tribunal Federal irá custar cerca R$ 600 milhões para os pagadores de impostos no ano que vem. Os dados estão no Portal da Transparência do governo Federal.

A maior parte do montante destinado a manter as regalias dos ministros – cerca de R$ 532 milhões – será para cumprir compromissos com os vencimentos do pessoal que atende à corte, incluindo o magistrado.

Apesar do luxo que, segundo o próprio presidente da República, não é compatível para um país “com mais de 30 milhões de famintos”, a Suprema Corte brasileira não irá fazer mais nenhum julgamento até 18 de outubro.

“Superferiado” só terá votações monocráticas no STF

O superferiado adotado pelo STF começa no final da tarde desta sexta-feira (6) e irá emendar toda a próxima semana, além do final de semana. Vale destacar que o feriado nacional – Dia de Nsa. Sra. Aparecida – é somente na quinta-feira (12).

De acordo com a assessoria do Supremo, nos dias que antecedem o feriado, os ministros só entrarão no sistema virtual para executar votações “monocráticas”, ou seja, com pareceres individuais.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF