Search
Close this search box.

Ministro Paulo Teixeira minimiza invasões do MST na Bahia

Paulo Teixeira mst

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira (PT-SP) afirmou mais uma vez que está disposto a dialogar com invasores do MST – o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.
Em entrevista após a ação do MST em fazendas na Bahia na semana passada, quando grupos entraram em uma propriedade do grupo Suzano Papel e Celulose, Teixeira chegou a afirmar que irá “exigir o cumprimento da função social” das terras no Brasil, justificando as ações do MST.

“O Ministério do Desenvolvimento Agrário vai atuar conforme a Constituição, proteger a propriedade privada e exigir o cumprimento da função social da propriedade”, afirmou em entrevista Teixeira . “Caso ela não cumpra a função social da propriedade, ela será desapropriada para fins de reforma agrária.”, prometeu.

Paulo Teixeira tenta justificar invasões do MST

Na mesma entrevista concedida à Folha de S. Paulo, o ministro petista tentou colocar panos quentes no entrave, dizendo “ser incapaz de julgar quem estava certo”.

“A retomada no diálogo não é, em si, o melhor resultado”, ponderou o ministro. “O melhor resultado tem que ser a realização do programa de reforma agrária. Tendo em vista que, se nós estamos no papel de mediadores, enquanto mediadores eu não posso julgar quem errou nesse processo”, afirmou Teixeira.

O deputado federal Marcel Van Hattem (Novo-RS) criticou as falas de Paulo Teixeira sobre as invasões.
“O MST invade e o governo diz que deve ‘negociar’. País da injustiça e da inversão de valores!”, postou o parlamentar.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *