Search
Close this search box.

Ministro do STF volta a atacar Jair Bolsonaro e Sérgio Moro. Saiba os motivos

STF

Ministro do STF, acusado de vender habeas corpus, mirou novamente o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e o senador Sérgio Moro (União-PR) em entrevista concedida à Record TV. Entenda

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) voltou a se manifestar fora dos autos de um processo que tramita atualmente na suprema corte. Mendes disse que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) “sonhava” com os ataques ocorridos em 8 de janeiro às sedes dos três poderes, em Brasília. A declaração foi dada na segunda-feira (15) pelo ministro à Record TV.

“Não tenho nenhuma dúvida, embora tenha dialogado várias vezes com Bolsonaro, que, no fundo, ele sonhava com episódios como esse”, acusou Mendes, sem apresentar provas.

“Acompanhei especialmente o 7 de setembro de 2021, que tivemos uma tentativa de avanço de caminhões além do Itamaraty e rumo ao STF. Havia, no núcleo do poder, esse tipo de expectativa, de que teríamos uma desordem institucional”, completou.

Ministro Gilmar Mendes mira em Sergio Moro: “Perdeu o senso do ridículo”

 

Na mesma entrevista Gilmar Mendes também disparou contra o ex-juiz e atual senador Sérgio Moro (União-PR).
Ao ser questionado sobre a denúncia de calúnia feita contra Moro, baseada em um vídeo onde o congressista aparece em uma festa ironizando a atuação de Gilmar Mendes como vendedor de habeas corpus, o ministro disse não saber se tem “pena ou horror” do Magistrado.

“Ele perdeu o senso de ridículo. Ele (Moro) que está sendo acusado de vender sentenças. A gente deve rezar pra não perder o senso de justiça. Se a gente não tiver sorte, que continuemos a rezar para não perder o senso do ridículo”, ironizou Mendes.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF