Search
Close this search box.

Manifesto internacional contra censura cita Alexandre de Moraes

Londres

“Declaração de Westminster” conta com centenas de signatários que protestam contra a escalada da censura em todo o mundo

Foi lançado oficialmente neste final de semana “A Declaração de Westminster” – um  manifesto contra a escalada da censura, assinado por cerca de 140 profissionais de jornalismo, ativistas e influenciadores digitais, incluindo 3 brasileiros: Ana Paula Henkel, Leandro Narloch e Eli Vieira. 

Três países em específico – Alemanha, Índia e Turquia – além do Supremo Tribunal Federal brasileiro – foram citados como protagonistas do que o documento classifica como “Complexo Industrial da |Censura”.

Escrevemos na qualidade de jornalistas, artistas, escritores, ativistas, profissionais da tecnologia e acadêmicos para fazer um alerta a respeito do aumento da censura internacional (…) Vindo da esquerda, da direita e do centro, estamos unidos pelo nosso compromisso com os direitos humanos universais e a liberdade de expressão, e estamos profundamente preocupados com a eficácia de rotular a expressão protegida como ‘desinformação’ e outros termos mal definidos”, aponta parte do manifesto.

 

Manifesto Anti-Censura cita Alexandre de Moraes

De interesse nacional, um dos principais trechos da Declaração de Westminster  é a citação ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes em uma das matérias usadas como fonte pelos signatários. 

Intitulada Juiz político testa os limites da liberdade de expressão no Brasil, a matéria  assinada por Mauricio Savarese e Josh Goodman foi publicada em 23 de janeiro deste ano pela Associated Press, e fala sobre as prisões de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro e do banimento de cidadãos das redes sociais. O texto – que já não aparece mais no link original – pode ser lido em inglês neste link.

Além dos jornalistas brasileiros, personagens de renome internacional como Oliver Stone, Jordan Peterson, Glenn Greenwald e Julian Assange assinam o documento.  Confira o site oficial do manifesto, onde também é possível ler o texto completo (em inglês, português e espanhol).

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

2 respostas

  1. Prezados, essa declaração é uma folha de papel sem qualquer relevância internacional, pela iniquidade dos “jornalistas” que opinaram.
    No caso dos tres aventureiros brasileiros, a biografia deles compromete a seriedade dessa declaração. Todos bolsonaristas golpistas. Portanto, o lixo é o destino certo dessa “declaração”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *