Search
Close this search box.

Mais um aliado de Bolsonaro entra na mira da Polícia Federal

Polícia Federal

Alexandre Ramagem – que dirigiu a Abin na gestão Bolsonaro – sofreu busca e apreensão pela Polícia Federal nesta quinta-feira (25)

Em nova investida contra um parlamentar da oposição, a Polícia Federal atuou nesta quinta-feira (25) em operações de busca e apreensão na residência e gabinete do deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ). Assim como no caso do líder da oposição na Câmara, Carlos Jordy (PL-RJ), Ramagem é pré-candidato a prefeito do Rio de Janeiro.

Segundo a PF, Ramagem é um dos suspeitos de monitorar políticos e cidadãos com software espião. O deputado chegou a chefiar a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) na gestão do então presidente Jair Bolsonaro (PL).  Novamente, a ordem para que a polícia entrasse nos endereços de Ramagem foi dada pelo ministro Alexandre de Moraes (STF) – e antes do retorno do Legislativo aos trabalhos.

Polícia Federal x Ramagem: Abin não era chefiada por aliado de Bolsonaro em 2018

De acordo com investigações da Operação Vigilância Aproximada, o equipamento FirstMile, considerado irregular, foi adquirido durante a gestão de Michel Temer (MDB) em 2018 e utilizado até 2021. Na ocasião, o diretor da Abin era Janér Tesch Hosken Alvarenga

Além do gabinete e residência de Ramagem, outros 20 endereços receberam a visita da Polícia Federal nesta quinta-feira. 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *