Search
Close this search box.

Luciano Hang é ‘cassado’ pelo TSE e não poderá disputar eleições até 2030

Luciano Hang nunca exerceu cargo político, mas foi condenado pelo TSE a ficar inelegível por 8 anos por ter abusado de seu poder econômico em campanha eleitoral


Depois da investida da Polícia Federal contra Jair Bolsonaro, um de seus principais apoiadores nas últimas eleições foi alvo do Tribunal Superior Eleitoral. Luciano Hang, proprietário das Lojas Havan, foi punido pelo TSE e não poderá se candidatar a qualquer cargo político pelos próximos 8 anos. Apesar de nunca ter disputado nenhuma eleição, ele foi acusado de abuso econômico em uma ação movida pelos partidos PT, Podemos e PSB na campanha da chapa “Brusque Mais Forte”.

Na peça acusatória, os partidos afirmaram que Hang usou as dependências de seus estabelecimentos comerciais – incluindo a logo marca da Havan – para influenciar colaboradores e fornecedores a votarem nos políticos da chapa.

Em resposta à empresa, o empresário Luciano Hang disse apenas ter usado sua liberdade de expressão.
“Como cidadão, que nasceu e mora em Brusque, manifestei a minha liberdade de expressão, expondo aquilo que achava mais apropriado para que nossa cidade continuasse seguindo nesse caminho”.

Luciano Hang teve suas redes sociais suspensas pelo TSE em 2022

Antes da condenação desta quinta-feira (4), Luciano Hang foi alvo do TSE em outras ocasiões. A mais emblemática aconteceu quando o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes, ordenou que todas as contas de redes sociais do empresário fossem bloqueadas. Moraes usou de uma conversa de WhatsApp, onde Hang concordou com uma discussão de empresários que afirmaram preferir “um golpe” a um novo mandato de Lula.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF