Search
Close this search box.

Li Meng Yan volta a acusar a China de ter provocado a pandemia de Covid-19

Li Meng Yan – a virologista chinesa que alertou o mundo sobre a verdadeira origem da Covid-19 no início de 2020 – voltou a se manifestar após a notícia divulgada pelo Departamento de Energia dos EUA, que confirmou o surgimento do coronavirus em um laboratório de Wuhan.

Yan afirmou que o resultado das investigações pode ser considerado “uma conquista histórica”, ao desmentir a história de que o vírus teria sido transmitido de um morcego para um ser humano, conforme a versão oficial do Partido Comunista Chinês.

Na última segunda-feira (27), Li Meng Yan foi novamente entrevistada por Tucker Carlson, no canal Fox News, onde esteve pela primeira vez em setembro de 2020. Ao ser questionada se mantinha a versão de que o coronavirus teria sido lançado intencionalmente, após ter sido fabricado por cientistas de Wuhan, a virologista não retrocedeu.

“Claro que sim, não foi um acidente”, afirmou a especialista. “Talvez, para as pessoas que não têm esse tipo de laboratório de biossegurança com três ou quatro [anos] de experiência com o coronavírus, seja fácil aceitar o vazamento acidental do laboratório”, explicou Yan.

“No entanto, sou uma cientista e posso dizer a vocês, com base no protocolo de impressão e no sistema de vigilância, que seria impossível que o vazamento do acontecesse acidentalmente no laboratório, provocando o surto em Wuhan e a pandemia”, ratificou a virologista.

Li Meng Yan: “Demos o primeiro passo”

A virologista chinesa afirmou a Tucker Carlson que a confirmação de que a pandemia de covid-19 tem suas origens em um laboratório representa apenas “o primeiro passo” de uma investigação maior.

“Definitivamente, acabamos de dar o primeiro passo. Isso aconteceu em um laboratório na China, e precisamos buscar toda a verdade sobre a origem da pandemia. Precisamos continuar.”, ratificou Li Meng Yan, sugerindo que o governo de Xi Jinping desencadeou a Covid-19 para abalar a economia ocidental e despontar como potência global.

Carlson sugeriu que o governo chinês desencadeou o COVID para destruir as economias ocidentais e elevar sua própria posição globalmente.
“No entanto, especificamente, não acho que o surto ocorrido em Wuhan tenha sido intencional. Eu diria que foi porque o Partido Comunista Chinês e os cientistas militares subestimaram seu poder de transmissão”, ponderou.

“De qualquer forma, o governo chinês não fez nada para que o vírus deixasse de correr por todo o mundo, matando milhões de pessoas”, ratificou a cientista.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *