Search
Close this search box.

Governo Lula ameaça empregos com regras para iFood e Uber

Governo Lula quer regulamentar aplicativos, com a justificativa de que eles exploram seus funcionários. Medidas podem gerar desemprego e interromper funcionamento das empresas

Além de apoiar o projeto de censura das redes, o governo Lula se prepara para regulamentar o uso de aplicativos, como iFood e Uber. A partir de decreto no Diário Oficial da União publicado na segunda-feira (1º), um grupo de trabalho vinculado ao governo federal irá discutir eventuais alterações na legislação, que podem significar demissões caso as empresas não cheguem a um acordo após o limite de 150 dias de debate (que ainda poderá ser prorrogado).

O grupo contará com 45 integrantes, sendo 15 vagas destinadas a centrais sindicais como a CUT, além de 15 cadeiras para membros do governo Lula, além de 15 representantes das empresas.

Após a audiência pública, as propostas enviadas para análise do ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT-SP).

Governo Lula já sugeriu Correios para substituir Uber

Como o Paradoxo BR mostrou, o governo Lula já demonstrou interesse de substituir os aplicativos por empresas estatais, como os Correios.
O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, também justificou a necessidade de controlar serviços de transporte por aplicativo como o Uber.
“Tem que ter controle para não ter excesso de jornada, porque isso facilita os acidentes”, destacou.

“O ideal aqui é que as partes encontrem uma alternativa, encontrem o ponto comum e o governo seja simplesmente o intermediador dessa conversa. Em não havendo acordo, o governo evidentemente vai oferecer sua visão ao Parlamento.”, afirmou Marinho.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF