Search
Close this search box.

Flávio Dino garante que “PL da Censura” será imposto aos brasileiros como nas ditaduras

Dino

Flávio Dino afirmou que as leis que prometem calar opositores, regular redes sociais e gerar faturamento para grandes veículos de comunicação serão aprovadas “na marra”

O ministro da Justiça e Segurança, Flávio Dino (PSB-MA) indicou que o governo atuará de forma ‘ditatorial’, caso o Congresso não aprove a PL da Censura. Em postagens no Twitter, o ex-membro do Partido Comunista do Brasil e governador do Maranhão afirmou que a gestão Lula não se incomodará em impor regras, mesmo elas não sendo legisladas pelos parlamentares, conforme indica a constituição.

“A regulação das plataformas está sendo feita, por vários caminhos”, apontou o ministro.
“É uma exigência que está na Constituição. Não podem continuar livres as violências contra crianças e adolescentes, a apologia ao nazismo, as indústrias de desinformação contra a saúde pública, entre outros crimes”, apelou Dino, em mensagem por vídeo postada nas redes sociais.

O ministro da Justiça ainda adiantou que o STF decidirá antes do Congresso, caso haja resistência dos deputados e senadores.

“Se estes adeptos do faroeste digital conseguissem impor a sua vontade ao ponto de impedir o processo legislativo”, ponderou Dino, “nós temos a regulação derivada de decisões administrativas inclusive do Ministério da Justiça e há a regulação feita pelo Poder Judiciário no julgamento de ações que lá tramitam”, ameaçou.

Como o Paradoxo BR mostrou, o relator da PL da Censura na Câmara, deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) pediu o adiamento da votação, que havia sido aprovada em questão de urgência pelo deputados. Ele alegou a necessidade de “debater melhor” o projeto. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) concedeu o adiamento, após consultar os líderes partidários.

A oposição acredita que a sessão de votação não ocorreu porque o governo perderia a disputa por uma diferença ampla. Ainda não há data para que o PL 2630/2020 – ou PL da Censura – seja retomado na casa.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF