Search
Close this search box.

Falha nas urnas eletrônicas cancela eleição em BH

Urnas

Eleições do Conselho Tutelar foram canceladas em Belo Horizonte, após Defensoria Pública detectar irregularidades nas urnas eletrônicas usadas no pleito

Falar de urnas eletrônicas no Brasil virou tabu – e até sinônimo de punição no Tribunal Superior Eleitoral. Apesar da forte censura, ainda há espaço para criticar as máquinas – principalmente, nas eleições para Conselheiros Tutelares municipais.

Por não responder ao TSE, a Defensoria Pública de Minas Gerais conseguiu cancelar o pleito realizado na semana passada, em Belo Horizonte, justificando uma série de problemas nos equipamentos. Em virtude do cancelamento, as eleições devem ser feitas com o uso de cédulas de papel.

Defeitos nas urnas identificados em BH

A notícia da anulação das eleições do Conselho Tutelar de Belo Horizonte foi confirmada após a Defensoria Pública mineira protocolar uma Ação Civil  contra a prefeitura da capital.

Na ação, a DPMG pediu a “suspensão da homologação do resultado final da votação para membras e membros do Conselho Tutelar de Belo Horizonte, bem como a anulação da eleição, ocorrida no domingo (1°/10), além da imediata realização de nova votação, com garantias de condições para a normalidade do exercício do voto“.

Em seu relatório, o órgão destacou diversas falhas apresentadas durante a votação, incluindo a “instabilidade do sistema eletrônico da Prodabel, adotado em Belo Horizonte, não funcionando em algumas seções ou operando de forma intermitente em outras“.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF