Search
Close this search box.

Exclusivo: Documentos oficiais comprovam que ex-assessor de Bolsonaro não viajou para os EUA

Assessor

Relação de passageiros foi obtida através da Lei de Acesso à Informação e comprova que o assessor de Bolsonaro nunca esteve no avião presidencial em 30 de dezembro de 2022

Além da documentação emitida pela Latam que confirma o embarque de Filipe G. Martins para Curitiba (e não para os Estados Unidos), dados obtidos através da Lei de Acesso à Informação confirmam que o ex-assessor de Jair Bolsonaro (PL) nunca esteve no avião que levou o ex-presidente a Orlando, na Flórida, em 30 de dezembro de 2022.

Cadastrada pelo número 60141.000024/2023-81, a solicitação feita pelo Gabinete Adjunto da Agenda (subordinado ao CSI) apresenta a seguinte relação de passageiros que estiveram no Airbus-319 VC-1:

Presidente e primeira-dama: Jair messias Bolsonaro e Michelle de Paula Bolsonaro

Diretor do departamento de segurança presidencial – Gustavo Suarez da Silva

Diretor do departamento de coordenação de eventos, viagens e cerimonial militar – Eduardo Alexandre Bacelar

Ajudante de ordens do presidente – Mauro Cesar Barbosa Cid 

Auxiliar de ajudante de ordens – Elizeu Leite De Souza

Assessor especial – Marcelo Costa Câmara

Assessor especial – Sergio Rocha Cordeiro 

Assessor especial – Tercio Arnaud Tomaz

Assessora chefe-adjunta – Adriana Ramos Silva Pinheiro

Médico do Presidente – Marcelo Zeitoune

 Médico do presidente – Max Steinert.

Defesa de assessor reforça envio de documentos à PGR

Os advogados que compõem a defesa de Filipe G. Martins – preso desde 9 de setembro sob acusação de ter embarcado para os Estados Unidos no avião presidencial e não retornado – reforçou a solicitação de liberdade provisória de seu cliente junto à Procuradoria-Geral da República. Na petição, a defesa ressalta ter enviado as comprovações exigidas, além dos registros emitidos pela própria companhia aérea Latam, ratificando que Filipe nunca deixou o Brasil no período apontado pelas autoridades.

“A defesa de Filipe Garcia Martins Pereira, representada pelos Advogados João Vinícius Manssur, William Iliadis Janssen e Ricardo Scheiffer Fernandes, esclarece que:

A Procuradoria-Geral da República (PGR) não examinou, entre os numerosos documentos apresentados pela defesa, o documento fornecido pela LATAM, que comprova a presença de Filipe Martins a bordo do voo LA 3680, de Brasília/DF para Curitiba/PR. A própria LATAM confirmou sua presença por resposta oficial emitida ao ofício do Supremo Tribunal Federal (STF).

Vale ainda ressaltar que há um documento oficial do próprio governo brasileiro, já após a transição, inclusive, que atesta a ausência de Filipe Martins na comitiva presidencial que se dirigiu aos Estados Unidos no voo do dia 30 de dezembro de 2022.

Todos os documentos pertinentes foram devidamente anexados ao processo. 

A defesa, mais uma vez, se manifestará nos autos requerendo a imediata revogação da prisão, pois entende um excesso o requerimento de novas diligências formulado pela PGR, principalmente considerando que Filipe Martins já completa 49 dias preso.”

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF