Search
Close this search box.

Em resposta à violência, estado do Tennessee aprova porte de armas para professores

Armas

Votação para aprovar a lei de porte de armas para professores ou funcionários foi folgada, e acontece em reação ao tiroteio ocorrido em 2o23

O estado norte-americano do Tennessee deu um passo para combater com vigor a violência nas escolas do país. Foi aprovada nesta semana pela assembleia legislativa uma lei que garantirá o uso de armas para os professores estaduais. Apesar de protestos de ativistas, o placar favorável à medida foi de 68 a 28. Apenas dois deputados distritais do partido Republicano votaram contra, enquanto todos os democratas (governo Biden) se opuseram à regulamentação.

Conforme a nova lei, será necessário um treinamento mínimo de 40 horas para que um professor possa ter porte  e realizar atividades em um colégio. Será preciso ainda ter ficha criminal limpa e um documento com a solicitação do diretor da instituição de ensino.

Outro artigo da legislação aponta que os professores (ou funcionários do colégio/faculdade)que optarem pelo uso de armas serão mantidos no anonimato. 

Tiroteio em Nashville impulsionou nova lei sobre armas

A aprovação da lei que habilita o uso de armas por professores é uma reação ao caso ocorrido em 27 de março de 2023, quando seis pessoas (entre elas, três crianças) foram mortas em um tiroteio na escola cristã The Covenant, na capital Nashville. A liberação do porte  tem sido apontado como fator de segurança para evitar novos ataques. A discussão sobre professores armados em escolas também virou tema de debate no Brasil, após uma série de atentados em 2023.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF