Search
Close this search box.

Elon Musk é acusado por Alexandre de Moraes de liderar “milícias digitais” contra o STF

Elon Musk

Elon Musk foi incluído por Moraes no inquérito das “milícias digitais” que abrange qualquer conteúdo de escolha do ministro do STF

Após anunciar que desbloquearia perfis de políticos e ativistas brasileiros, impedidos de usar sua plataforma desde 2020, Elon Musk se tornou o mais novo investigado no chamado inquérito das Milícias Digitais. O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, classificou a postagem do proprietário do X de “desinformação”, citando uma suposta violação do Código Penal Brasileiro

Em sua decisão, Moraes repetiu a acusação feita contra o Telegram em 2023. Na ocasião, a direção do aplicativo enviou uma mensagem aos usuários brasileiros para combaterem o projeto de lei 2630 – o PL da Censura. Em represália, o relator do inquérito que existe desde 2019 acusou o Telegram “de desinformação e abuso econômico”.

Neste domingo (7), Alexandre de Moraes foi além. O magistrado escreveu que Musk cometeu “abuso de poder econômico por tentar impactar de maneira ILEGAL a opinião pública”. O ministro também aponta que o dono do antigo Twitter “incitou a instigação de diversas condutas criminosas praticadas por milícias digitais investigadas no inquérito 4874”.

“Elon Musk acusou ontem o ministro Alexandre de Moraes de não seguir as leis brasileiras e promover a censura”, aponta o analista político Leandro Ruschel. “O ministro respondeu em decisão judicial, afirmando que tal acusação representava “desinformação”, e “crime” contra o tribunal e o Estado de Direito, decidindo colocar um dos empresários mais conhecidos do mundo no rol de investigados, num dos diversos inquéritos que ele relata há anos”, destacou.

Elon Musk não responde à acusação de Moraes

Após ficar ciente da decisão arbitrária de Alexandre de Moraes, Elon Musk postou somente indicações de como usar um aplicativo VPN (Rede Virtual Privada, em inglês). A sugestão indica que o X poderá em breve ser tirado do ar por decisão do STF.

“Para garantir que você ainda possa acessar a plataforma 𝕏 , baixe um aplicativo de rede privada virtual (VPN)”, escreveu Musk.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF