Search
Close this search box.

Ditadura sanitária: Servidor público pode perder emprego por não tomar vacina contra covid-19

Ditadura sanitária

A ditadura sanitária volta a ameaçar quem não foi vacinado contra a covid-19

A pandemia de covid-19 terminou oficialmente, segundo determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS), em 5 de maio de 2023. Contudo, mesmo com o fim do estado de emergência, lampejos da ditadura sanitária comandada por prefeitos e governadores nos últimos três anos voltaram a ameaçar o cidadão comum.

Um desses casos de arbitrariedade chega direto de Paranaguá. Situado no litoral paranaense, o pequeno município com cerca de 176 mil habitantes testemunhou uma ação autoritária da prefeitura local contra um servidor público.

A situação é contada pelo advogado da vítima, Levi de Andrade. 

“Meu escritório foi contratado por um servidor público municipal (com nome mantido em sigilo), que teve seu ponto cortado e impedido de trabalhar. O motivo: não ter tomado a vacina contra a covid-19”, explicou o defensor em entrevista exclusiva ao Paradoxo BR.

Ditadura sanitária: prazo para novo recurso termina quinta-feira

Segundo Levi de Andrade, mesmo conseguindo uma liminar para que seu cliente pudesse voltar a trabalhar (seguindo determina a Constituição Federal), o prefeito Marcelo Elias Roque (Podemos) ingressou com um recurso na justiça para impedir que o cidadão exercesse sua função.

“Na época da pandemia, o prefeito baixou um decreto exigindo que todos os servidores deveriam apresentar a carteirinha com comprovante. Quem não apresentou, teve o ponto cortado. O Juizado Especial Cível de Paranaguá concedeu a liminar para que meu cliente voltasse a trabalhar. O prefeito, entretanto, entrou com recurso, determinando que ele apresentasse o comprovante de vacina”, explica o advogado, que agora tem até quinta-feira (9) para apelar às instâncias superiores (STJ e STF). 

“Como já existe um entendimento do STF quanto ao poder da prefeitura, acredito que teremos um pouco de dificuldade”, lamenta.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF