Search
Close this search box.

De olho no fracasso da “minuta do golpe”, Randolfe tenta emplacar CPI da Covid-19

Randolfe

Randolfe Rodrigues anunciou que irá reapresentar à PGR, relatório da Covid-19 que indicia Bolsonaro por “crimes contra a humanidade”

Após duas tentativas fracassadas, o senador Raldolfe Rodrigues (Sem Partido) anunciou que tentará apresentar mais uma vez o relatório da CPI da Covid-19 à Procuradoria-Geral da República, hoje comandada por Paulo Gomet. O parlamentar já havia recebido um não da PGR, após tentativa de acusar o então presidente Jair Bolsonaro de ter cometido “crimes contra a humanidade”.

A resposta da Procuradoria-Geral da República para o relatório de 1.299 páginas que indicia 77 pessoas – incluindo o ex-presidente, além de deputados federais, empresários e profissionais da saúde – foi negativa. Em seu parecer, a vice-procuradora da República, Lindora Araújo, escreveu em novembro de 2022: “Não há “elementos mínimos capazes de amparar a instauração de uma apuração criminal ou a propositura de uma ação penal”.

Além da PGR, o relatório da CPI foi entregue ao Supremo Tribunal Federal, sem qualquer parecer da corte até o momento.

Randolfe busca”alternativa” para “minuta do golpe”

Segundo apurou o Paradoxo BR, a nova investida de Randolfe Rodrigues contra Bolsonaro e aliados pode ser uma alternativa caso as investigações sobre a “dinâmica de golpe de estado” não vingue no Supremo Tribunal Federal. O governo Lula também aposta na CPMI do 8 de Janeiro. O relatório também indiciou o ex-presidente Jair Bolsonaro, embora ele não tenha sido convocado para depor ao colegiado.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF