Search
Close this search box.

CPI das ONGs investiga mais um órgão ligado à Marina Silva

CPI

  CPI investiga possível ação irregular do ICMBio em município do Acre. Procuradora-Geral da República recusou atender membros da comissão

 

A comissão parlamentar que investiga a atuação irregular de ONGs na Amazônia pretende ouvir ainda no início de novembro a procuradora-geral interina da República. Elizeta Ramos. A intenção da CPI é questionar o motivo de Elizeta não ter recebido os senadores para falar sobre possíveis irregularidades cometidas pelo ICMBio – o Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade. O órgão é subordinado à ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

Elizeta Ramos está no cargo desde setembro, após a saída do titular, Augusto Aras, e tem atuado nos bastidores do Planalto para ser efetivada por Lula no cargo.

CPI investiga ações do ICMBio no Acre

As denúncias ignoradas pela PGR se referem às investigações feitas por uma diligência da comissão na cidade Epitaciolândia, no Acre. Segundo o relator, senador Márcio Bittar (União-AC), os moradores da região – que vivem em condições análogas à escravidão – dependem do ICMBio para realizar qualquer atividade no município. De acordo com o congressista, nada é feito no município sem a autorização do ICMBio.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *