Search
Close this search box.

Copom decide que taxa de juros não será alterada em março

O Copom (comitê de política monetária do Banco Central) decidiu em sua segunda reunião de 2023 que a taxa Selic deverá permanecer inalterada, ao menos pelos próximos 40 dias.

A decisão de manter a taxa de juros básica da economia brasileira em 13,75% ao ano foi a quinta consecutiva da instituição presidida por Roberto Campos Neto.

Sem mexer na política de juros, o Banco Central volta a contrariar Lula e seus aliados, incluindo entidades sindicais, que fazem pressão para que a Selic seja revisada para baixo.

Confira parte do comunicado oficial do Copom:

Em relação ao cenário doméstico, o conjunto dos indicadores mais recentes de atividade econômica segue corroborando o cenário de desaceleração esperado pelo Copom.

A inflação ao consumidor, assim como suas diversas medidas de inflação subjacente, segue acima do intervalo compatível com o cumprimento da meta para a inflação. As expectativas de inflação para 2023 e 2024 apuradas pela pesquisa Focus se elevaram desde a reunião anterior do Copom e encontram-se em torno de 6,0% e 4,1%, respectivamente.

Na mesma linha, as projeções de inflação do Copom em seu cenário de referência* elevaram-se para 5,8% em 2023 e para 3,6% em 2024. As projeções para a inflação de preços administrados são de 10,2% em 2023 e 5,3% em 2024. O Comitê optou novamente por dar ênfase ao horizonte de seis trimestres à frente, referente ao terceiro trimestre de 2024, cuja projeção de inflação acumulada em doze meses situa-se em 3,8%.

Em cenário alternativo, no qual a taxa Selic é mantida constante ao longo de todo o horizonte relevante, as projeções de inflação situam-se em 5,7% para 2023, 3,3% para o terceiro trimestre de 2024 e 3,0% para 2024. O Comitê julga que a incerteza em torno das suas premissas e projeções atualmente é maior do que o usual.”

Copom: Lula atacou mais uma vez o BC antes da reunião

O ‘presidente’ Lula chegou a afirmar na terça-feira (21) que não iria “dar trégua” ao presidente do Banco Central. A afirmação foi feita pelo petista após os protestos contra o presidente do BC, Roberto Campos Melo, organizado pela CUT e outras centrais sindicais. Lula já havia dito inúmeras vezes que gostaria de demitir Campos Neto, por ele ser “bolsonarista”.

“Não há nenhuma razão, nenhuma explicação, nenhuma lógica. Só quem concorda com os juros altos é o sistema financeiro que sobrevive e vive disso, e ganha muito dinheiro com as especulações”, disse lula ao blog esquerdista 247.

“Existe excesso de demanda, temos 33 milhões de pessoas passando fome, desemprego crescendo, a massa salarial caindo”, atacou Lula, sem apresentar dados concretos sobre o número de famintos no país.

O Copom foi criado em junho de 1996 durante a gestão de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), e sua atuação tem conquistado cada vez mais relevância no setor financeiro nacional. Desde sua instauração como parte do Banco Central, o comitê tem definido o futuro da taxa básica de juros (Selic) e apresentado a política monetária a ser adotada pelo Brasil

 

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *