Search
Close this search box.

Congresso promete derrubar veto de Lula ao fim da saidinha temporária

Lula

Depois de 15 dias, Lula vetou o trecho principal da lei que extingue a saída temporária de presos no regime semiaberto

 

Parlamentares de oposição anunciaram que irão derrubar o veto presidencial ao projeto de lei que terminou com as chamadas “saidinhas temporárias” dos presos em regime semiaberto. 

Atualmente, a Lei 7.210/84 permite aos detentos a saída temporária de uma semana, quatro vezes ao ano, para visita à família ou participação nas chamadas atividades de “ressocialização”.

Já para que um veto presidencial perca seu efeito, será necessária a maioria absoluta de votos de deputados federais e senadores: 257 votos na Câmara e 41 no Senado.

Deputados lamentam veto de Lula ao fim da saidinha

Após 15 dias desde sua aprovação no Congresso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu atender à recomendação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, vetando o que deputados e senadores entendem como principal motivador da nova lei.

“Lula vetou o principal trecho do projeto, que proibia a liberação de criminosos para visitas a familiares em datas como Natal, Ano Novo e Páscoa. A decisão dele ainda pode ser derrubada pelo Congresso. Cobre seu deputado”, afirmou o deputado Junio Amaral (PL-MG).

Já o deputado federal Sargento Portugal (Podemos-RJ) lamentou o veto, apontando que a decisão de Lula incentiva a prática de mais crimes.

“O fim do benefício visa garantir a segurança da sociedade e a integridade das vítimas. É absolutamente inaceitável que indivíduos que deveriam estar cumprindo penas na prisão sejam beneficiados com saídas temporárias e, em seguida, cometam novos crimes”, afirmou.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF