Search
Close this search box.

Com Lula, preços de mais de 60% dos alimentos dispararam em 2024

Pobre

Pesquisa do IBGE mostrou que a inflação dos alimentos subiu 2% entre janeiro de 2023 e 2024

Em meio às distrações que tomaram conta do noticiário nacional, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou o resultado de uma pesquisa preocupante: mais de 60% dos alimentos consumidos pelos brasileiros têm sofrido constantes aumentos nos últimos meses. De acordo o levantamento feito em 14 estados e no Distrito Federal, há produtos que subiram mais de 60%¨desde janeiro de 2023.

Segundo o IBGE a inflação dos alimentos subiu 2% em janeiro em comparação ao mesmo período de 2023, de acordo com IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

De acordo com a pesquisa, 62% do total de alimentos sofreram reajustes em relação ao ano passado, com destaque para cenoura (72,5%) repolho (58,1%), maracujá (55,9%), manga (50,6%) e pepino (45,6%). Arroz (27,4%), banana da terra (23,10%), alface (21%), feijão (18,5%), batata (18%) e açúcar (11,7%) também aumentaram consideravelmente.

Inflação em alta: pesquisa do IBGE sobre alimentos aconteceu em 14 estados

O levantamento foi realizado pelo órgão no Distrito Federal e nas capitais Aracajú, Belém, Belo Horizonte, Campo Grande, Curitiba, Goiânia, Rio Branco, Rio De Janeiro, Porto Alegre, Recite, Salvador, São Luís, São Paulo e Vitória.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF