Search
Close this search box.

Cid Gomes ataca presidente do BC: “Pegue seu bonezinho e vá embora”

Cid Gomes tentou convencer Campos Neto de que é possível baixar juros na “canetada”

O senador Cid Gomes (PDT-CE) proporcionou nesta terça-feira (25) o momento mais constrangedor da audiência promovida pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) no Senado Federal.

Na vez de questionar o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto a respeito da política de juros da instituição, Gomes decidiu dar uma longa aula sobre juros ao dirigente, e ainda convidou Campos Neto “a pegar seu bonezinho e ir embora”.

O presidente do Banco Central permaneceu inabalado e tentou explicar os motivos de a taxa Selic ser alta no Brasil.

Usando como exemplo a inflação dos EUA em 6,5% e taxa de juros anual de 4,5%, Cid Gomes afirmou que o Brasil pratica altas taxas para “proteger” o governo” e agradar rentistas – os investidores do mercado financeiro.
“Meus prezados senadores. De uma forma muito respeitosa. Os tributos são em cima dos preços. Quem sofre é o assalariado”, apontou o senador cearense.

Se o Brasil praticasse a taxa de juros do que chamam a “Meca Americana”, teria economizado R$ 510 bilhões! E para onde vai esse dinheiro? Vai cair na conta do tal rentista. Que hoje são 5 milhões de pessoas. Daria para dar salário mínimo de R$ 4 mil reais com esse valor que engorda o bolso de quem já tem”, afirmou Cid Gomes.

” O senhor fez manifestações públicas a favor de Bolsonaro, vestiu até camisa amarela.., Mas com todo o respeito eu lhe digo. Pegue seu bonezinho e peça para sair, por favor”, ironizou o senador.

Cid Gomes recebe aula de Campos Neto

 

Em resposta ao ataque de Cid Gomes, Roberto Campos Neto afirmou que todas as tentativas de forçar a queda de juros não deram certo no Brasil e no mundo, com exceção do Japão que adotou uma política após registrar constante deflação.

“De fato a taxa de juros é alta – mas mostrei que já foi mais alta (no Brasil). Temos uma preocupação muito grande com ela e o que ela faz no tecido econômico do brasileiro. Os EUA tiveram que subir os juros. Tiveram deflação por muito tempo e precisaram produzir inflação”, apontou Campos Neto.

“Já tivemos experimentos (para reduzir os juros) na Argentina e Turquia que não deram certo. Na verdade, temos aqui mais que 5 milhões de rentistas. No Brasil, temos famílias, 40 milhões de brasileiros que fazem algum investimento. O BC não é culpado por todas as mazelas. A taxa é preciso baixar, mas não podemos confundir a causa e o efeito. A dívida alta é que faz o juro ser alto. Quando você pede dinheiro ao banco e sua dívida é muito alta, ele cobra mais. Por sua vez, ele cobra menos de quem tem dívida mais baixa”, finalizou.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF