Search
Close this search box.

Após “desistência de Mantega”, Lula cobra R$ 20 bilhões da Vale

Vale

Cobrança de suposta dívida da Vale acontece após imbróglio envolvendo a nomeação de Guido Mantega como CEO da mineradora

Menos de 24 horas após o ex-ministro Guido Mantega supostamente ter “desistido” de assumir a vaga de CEO na mineradora Vale, o Ministério dos Transportes notificou a companhia cobrando o pagamento de R$ 20 bilhões. O montante seria referente à antecipação de concessões renovadas no governo de Jair Bolsonaro.

A notícia foi confirmada pelo ministro dos Transportes, Renan Filho – um dos nomes do governo Lula que raramente aparece na mídia. Ele disse que a medida tomada é resultado de “meses de  trabalho árduo e dedicação” da pasta. Segundo Renan Filho, a cobrança teria sido autorizada pelo Tribunal de Contas da União.

TCU analisou concessão da Vale

De acordo com o TCU, a  concessionária descontou de forma equivocada” ativos não amortizados” investidos na ferrovia. No caso específico da estrada de Ferro de Carajás, a Vale renovou a concessão por mais 30 anos, abatendo de uma só vez R$ 19,4 bilhões e pagando apenas R$ 600 milhões dos R$ 20 bilhões de outorga. O governo Lula alega que o desconto não poderia ter sido feito nesse formato, mas ao longo do tempo autorizado da concessão.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF