Search
Close this search box.

Apesar da crise econômica, Lula promete ajuda financeira à Cuba

Cubano

Disposto a ajudar os membros do Foro de S. Paulo, Lula ignora déficit nas contas brasileiras e se prepara para encontrar o ditador Miguel Diaz-Canel. Viagem à Cuba deve acontecer na segunda quinzena de setembro

 

A próxima viagem de Lula para os Estados Unidos, onde participará da Assembleia Geral da ONU, deve ser antecedida por uma “escala” estratégica para o petista, que tem demonstrado cada vez mais o desejo de se aproximar de ditaduras.

O pouso em Cuba deve acontecer às vésperas do compromisso oficial nas Nações Unidas, em Nova York, marcado para 19 de setembro.

No último dia 5, o assessor especial do Itamaraty, Celso Amorim, esteve na capital , Havana, para “prospectar” como o governo brasileiro poderá contribuir com o país do ditador Miguel Diaz-Canel.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Amorim declarou que o retorno a Cuba marcará o fim de um “período triste” para o Brasil.

“O Brasil sempre teve relações boas com Cuba, intensas, não só no governo Lula, mas desde antes. Visitei pela primeira vez, no governo Sarney. Depois, nesse período mais triste das relações internacionais, abandonamos”, lamentou.

A entrada de Cuba na rota brasileira repete as investidas do governo Lula em Irã, Rússia, China e Venezuela. Deste grupo, apenas cubanos e venezuelanos ainda não conseguiram entrar para o Brics.

Viagem de Lula à Cuba segue “padrão” de 2023

Como o Paradoxo BR mostrou, o Brasil, ultimamente, tem se espelhado em medidas tomadas por governos autoritários. Entre elas a defesa do PL da Censura, que mira remunerar a grande mídia e forçar a autocensura.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *