Search
Close this search box.

Alexandre de Moraes: “Presença de Luciano Hang no 7 de Setembro foi Patética” (assista)

Moraes

Alexandre de Moraes chamou Hang de “Patético” e ridicularizou os trajes do empresário catarinense durante o desfile de 7 de Setembro de 22

Nesta quarta-feira (31), o Tribunal Superior Eleitoral decidiu condenar pela segunda vez o ex-presidente Jair Bolsonaro a uma pena de 8 anos em poder disputar eleições. A pena foi pior do que o processo de impeachment sofrido por Dilma Rousseff, que ainda contou com o aval do Supremo Tribunal Federal para concorrer ao senado em 2019.

O placar de 5 a 2 contra a chapa Bolsonaro/Braga Netto, entretanto, não aumentou a pena do ex-mandatário. Apenas ratificou sua inelegibilidade, além de tirar das eleições municipais um forte candidato à prefeitura 

Além da perseguição à direita, o que chamou mais a atenção durante o julgamento foram as palavras do presidente da corte, Alexandre de Moraes. Classificando a cena como “patética”, |Moraes justificou seu voto pela cassação ridicularizando a presença do empresário Luciano Hang no desfile de 7 de setembro de 2022. 

 

Confira o vídeo

 

Advogados comentam sobre tom ofensivo usado por Alexandre de Moraes

Na opinião do advogado e consultor jurídico, Levi de Andrade, o tom usado pelo presidente do TSE, Alexandre de Moraes, no julgamento da chapa Bolsonaro/Braga Neto não foi necessariamente agressivo. Contudo, o tom de desprezo o qual Moraes se refere ao empresário Luciano Hang, proprietário das lojas Havan, poderia, sim, levar o caso à justiça comum.

“Em relação ao dono da Havan, até acredito. Chamar de “cabo eleitoral” no tom que ele disse, aparenta ser pejorativo.. O “verde periquito” usado para descrever suas roupas, mais ainda. Não que elas sejam palavras pejorativas. Mas a forma como ele disse foi para desmerecê-lo pessoalmente. Agora, cabe ao Luciano Hang ter o interesse de entrar na justiça”, explica.

Por sua vez, o advogado Cláudio Luís Caivano não acredita que há elementos suficientes para tanto. Apesar disso, o jurista entende que o vocabulário usado por Moraes não cabe num julgamento tão importante, que culminou com a inelegibilidade de Jair Bolsonaro e seu então vice nas eleições, general Braga Netto.

“A começar, que a presença de Luciano Hang não representa qualquer irregularidade na cerimônia do 7 de setembro”, destaca Caivano. “Segundo, que não é crime levar um apoiador em um desfile cívico. Não compromete o processo eleitoral de forma alguma. Além do mais, não houve pedido de votos”, conclui.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Pocket
WhatsApp

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine nosso boletim informativo.

Loading

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aproveite 20% OFF